Modernização fazendária prestando contas

Quarta-feira, 06/12/2017, às 06:00
Acontece às 14h de hoje, no gabinete do secretário da Fazenda, a avaliação do programa de modernização de gestão fiscal, financeira e patrimonial (Profisco I). O programa, assinado em 2010 com ações desenvolvidas nos anos subsequentes, viabilizou investimentos na ordem de 47 milhões de dólares, dos quais 28,5 milhões foram financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, com garantia da União.

No período de sete anos foi realizada uma série de ações, com destaque para a renovação do parque tecnológico, incluindo equipamentos e sistemas para o controle da gestão financeira e fiscal do Estado. Além disso, o programa possibilitou a aquisição de viaturas para fiscalização, reformas das instalações físicas e capacitação dos fazendários.

 

E tem mais

“O programa também promoveu importante intercâmbio entre os Estados e a consequente disseminação das boas práticas de gestão”, acrescenta o auditor fiscal Omar Afif Alemsan, coordenador-geral do Profisco/SC.

 

O que faltou

Todo o esforço da equipe da Escola Fazendária não foi suficiente para que a prometida reforma fosse contemplada nesse projeto. Ainda assim, o precário sistema de ar-condicionado foi substituído por um ultramoderno, além de algum mobiliário, especificamente para as áreas administrativas e para o laboratório de informática. A Esfaz, prestes a completar 15 anos, espera ter seus pleitos atendidos, por completo, no decorrer do próximo exercício.

 

Profisco II

Em elaboração, a proposta de novos investimentos na ordem de US$ 30 milhões (BID) ao longo de cinco anos, em ações e projetos voltados à melhoria da gestão fiscal e qualificação do gasto público – a contrapartida do governo do Estado será de US$ 3,3 milhões.

 

Sistema previdenciário

O cerco está se fechando e o governo luta para pôr em votação na próxima semana o projeto de reforma da previdência. Membros da Fenafisco – Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital acompanham, de perto, as discussões no Congresso. Tida como mal necessário, está totalmente desfigurada da proposta original. De um lado, um exército defendendo e outros tantos, do outro lado, condenando. No meio do caminho, o povo desacreditado se há ou não o déficit tão difundido. O certo é que do jeito que está não pode ficar. Ajustes terão que ser feitos sob pena de num futuro próximo tornar-se inviável a todo o sistema.

 

Combate à pirataria

O Conselho Estadual de Combate à Pirataria – Cecop reúne-se na manhã de hoje, no auditório da Federação Catarinense dos Dirigentes Lojistas – FCDL, com seus membros e parceiros, para prestar contas das muitas atividades desenvolvidas no período. Na oportunidade serão apresentadas outras iniciativas, como “projeto fazer” e “projeto de games”. A secretaria da da Fazenda estará representada pela Escola Fazendária.

 

Produtor Rural

Acontece  de 06 a 08, na Escola Fazendária, capacitação em procedimento em Cadastro e Emissão de Nota fiscal de Produtor Agropecuário. O Evento promovido pela Secretaria da Fazenda tem parceria com a FECAM – Federação Catarinense dos Municípios do estado de SC e FAESC  – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC.

Refletindo

“O humano e o técnico são indissociáveis”. Carlos Dell’ Agnello. Uma ótima semana!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *