Atitudes e Resultados: receita para o sucesso

images atitudes

Quarta-feira, 23/12/2015, às 06:00

Nas festividades dos 13 anos da Escola Fazendária (12/12), que embasa seus pilares no “desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes das pessoas”, o psicólogo Márcio Antônio Martins de Oliveira, seguindo o mesmo princípio, brindou os participantes com a palestra motivacional “Atitudes e Resultados”.

Contrariando a regra do dicionário (ordem alfabética), a palavra “trabalho” vem antes da “sucesso”. Justo quando se tem que “batalhar” muito para se chegar ao grau de excelência. E assim, para se atingir os objetivos almejados, especialmente na vida profissional, Mario Martins falou das cinco atitudes consideradas indispensáveis, usando como método os cinco dedos da mão. Polegar: antes de tudo, construa uma identidade positiva; Indicador: tenha visão para saber aonde quer chegar; Médio: praticar a comunicação em todos os sentidos; Anular: o conhecimento requer parcerias para se executar algo e; Mínimo: ter prática persistente para dar o passo extra, fazendo a diferença como os grandes campeões.

De fácil assimilação e utilizando-se sempre da própria mão, uma receita simples sobre atitudes para se atingir ótimos resultados.

Plantão Fiscal

Contribuintes do setor varejista que necessitarem de informações sobre o uso do equipamento Emissor de Cupom Fiscal (ECF), do Programa Aplicativo Fiscal (PAF-ECF), e das Autorizações para Utilização de Processamento de Dados (AUPD) no período de recesso (21/12 a 3/1/15) poderão solicitar por e-mail. Os auditores fiscais Felipe Letsch, Rogério Mello e Sérgio Pinetti estarão disponíveis por meio dos seguintes e-mails: fletsch@sefaz.sc.gov.br, rmello@sefaz.sc.gov.br e spinetti@sefaz.sc.gov.br.

Pausa nos julgamentos

Os prazos processuais em curso no Tribunal Administrativo Tributário (TAT) estão suspensos, por decreto, no período de 21 do corrente a 20 de janeiro de 2016. São notificações fiscais do contencioso administrativo-tributário e que envolvem ICMS, IPVA e Causas Mortes e Doações (ITCMD).

Uso de calculadora

Contribuinte questionou a respeito do uso da calculadora, a de mão/bolso, nas dependências do estabelecimento. O que está proibido é o seu indiscriminado uso no setor de pagamentos, ou seja, no caixa da empresa. Ali é local para pagamento quando a negociação já está concretizada. Não se pode confundir as operações nem usar da expertise para vender sem documento fiscal. O balconista poderá utilizá-la para calcular as diversas mercadorias, demonstrando ao cliente o montante do valor a pagar pelos produtos adquiridos.

Feirinha do Brás

Eis que, mais uma vez, a “Feirinha do Brás” aportou na região da Amurel. São comerciantes que efetuam suas vendas fora do estabelecimento e para tal deverão estar amparados de prerrogativas legais tais como licenças ambientais, dos bombeiros, alvarás da prefeitura e Regime Especial do fisco para então poderem comercializar seus produtos. Já foi acertado entre fisco e a classe empresarial sobre o “modus operandi”. Agora de nada adianta se a prefeitura, ao bel-prazer, liberar o alvará para funcionamento. Está nas mãos das autoridades municipais a palavra final. A classe empresarial deve sim insistir junto ao prefeito o impedimento devido ao grande prejuízo acarretado ao setor que já amarga queda nas vendas. Há que se verificar a origem e a qualidade dos produtos lá comercializados. Pode o barato sair bem mais caro.

Refletindo

“Que o menino Deus permita aos corações o dom da sabedoria em acolher e seguir servindo com respeito aos mais necessitados. Que saibamos repartir sem a esperança de sermos recompensados”. Aos leitores, um santo e abençoado Natal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *