Gestão de Pessoas para todos

A 54ª reunião do GDFAZ – Grupo de Desenvolvimento do Servidor Fazendário – ocorrida na última semana em Florianópolis, extremamente proveitosa, já surtiu seus efeitos. O programa “Qualidade de Vida”, voltado aos fazendários, ganhou corpo depois das discussões e adendos recebidos dos colaboradores. A coordenadora do GDFAZ, Juraci Câmara – PI, apresentará o programa na reunião do Confaz, que acontece amanhã e sexta, na capital paulista. Outros produtos também serão evidenciados como o garimpo de soluções e a capacitação a distância.

Os secretários, que vivem pisando em ovos dado às turbulentas discussões em torno do emaranhado tributário que emperra a evolução do pacto federativo, vão esfriar a cabeça diante da proposta light que visa cuidar das pessoas.

Fruto também da reunião, a definição da data (mês de maio, durante a 56ª reunião do GDFAZ, em Brasília) para o 1º Seminário de Gestão de Pessoas das Administrações Fazendárias. Uma revolução dentro de um corpo de servidores do mais alto grau, mas que certamente haverá de acrescentar muito nas suas instituições, setores e vidas. É o GDFAZ pensando em gestão de pessoas para todos os fazendários.

Controle dos gastos

O seminário “Sistema de Auditoria: tendências, objetivos e desafios” vai propiciar aos auditores internos do poder Executivo e servidores da diretoria de auditoria uma panorâmica do que será utilizado nos próximos anos. O Sistema de Auditoria Interna, contratado pela SEF com recursos do Profisco, vai otimizar e controlar os trabalhos a cargo da diretoria, bem como melhorar a comunicação com os órgãos e entidades estaduais. A capacitação, que iniciou ontem na Escola Fazendária, segue até quinta.

Concorrência Leal

Cerca de 5.550 empresas optantes do Simples Nacional continuam na mira do fisco estadual, por não terem apresentado informações retificadoras relativas à operação Concorrência Leal -1. Os contribuintes que tiveram o trabalho iniciado em 2012 têm até 18 de dezembro para o acerto de contas. Para os que pretendem corrigir eventuais erros, deverão procurar atendimento nas Gerências Regionais da Fazenda Estadual a que a empresa estiver vinculada. Os que “deixarem o barco correr” terão que se explicar. Além do imposto lançado de ofício vem multas pesadas que oscilam de 75% a 225%, sujeitando a empresa à exclusão do regime simplificado, sem prejuízo da queixa-crime na esfera penal tributária.

Menção honrosa

A valorização do servidor de carreira pelos bons serviços dedicados aos cidadãos catarinenses fica registrada nos autos da instituição na qual presta serviço. Com esse propósito a Escola Fazendária realizará, na tarde de hoje, a solenidade de entrega da menção honrosa, pelos 30 anos de efetivos serviços prestados ao Estado de Santa Catarina. Servidores lotados nas gerências regionais recebem a comenda nas Secretarias de Desenvolvimento Regional. A todos os parabéns da coluna e que prossigam com seus exemplos e dedicações, enquanto entenderem necessários.

Planejamento fiscal

Responsáveis por 80% da arrecadação das receitas tributárias do Estado, os (GES) Grupos Especialistas Setoriais da Secretaria da Fazenda fixaram em 10,55% a meta de crescimento da arrecadação para 2015. A fumaça branca saiu em reunião com os representantes na última sexta-feira, na Escola Fazendária.

Refletindo

“Os gestores das grandes empresas precisam simplificar seus processos para ganhar agilidade e reduzir a burocracia para decidir mais rapidamente”. Eugênio Mussak, consultor. Uma ótima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *