Capacitação de servidores das administrações indiretas

Índice capacitaçãoprofissional

Um dos atrativos do mercado de trabalho mundial está na área financeira. O artigo “A hora dos Profissionais de Finanças” da Revista VOCÊ S/A, deste mês, trás um conteúdo em que coloca o Brasil como o segundo no ranking das perspectivas, perdendo apenas para a China. Segundo a pesquisa da Robert Half, empresa mundial de recrutamento especializado, as justificativas principais foram: a presença de novos projetos ou iniciativas e a expansão de produtos ou serviços. Outro fator considerado é o bom momento vivido. Segundo Alexandre Attauah, gerente financeiro e de contabilidade da empresa responsável pelo levantamento, “de uns cinco anos para cá, a área de finanças passou do simples papel de cuidar de despesas e custos para ser percebida como parte estratégica da geração de receitas, ou pelo menos, da busca por resultados”. Se as organizações privadas estão atentas ao controle dos gastos não pode ser diferente nas públicas onde o dinheiro do contribuinte deve ser cuidadosamente investido com retorno à sociedade.

Visando dar segurança na execução das tarefas a gestão pública também corre atrás de mecanismos de assessoramento aos profissionais das áreas financeiras e contábeis que devem estar dotados de conhecimentos orientativos e de proteção ao gestor. Diante disto e em atenção às normas publicadas nos Decretos 772/12, 1.670/13, 2.056 e 2.762/09, as diretorias de Contabilidade Geral e Auditoria Interna promovem, de hoje até quarta, na Escola Fazendária, capacitação para servidores encarregados do controle interno, lotados nas Administrações Indiretas do Estado de Santa Catarina. Tem como objetivo primeiro o desenvolvimento dos conhecimentos e dos instrumentos necessários à execução das análises a cerca dos atos e fatos contábeis e a administrativos relacionados aos processos licitatórios e compras; à gestão de pessoas; à gestão patrimonial; à transferência de recursos e às despesas de custeio. No dia de hoje ao encargo da diretoria de Contabilidade, o conteúdo tratará sobre os procedimentos de controle contábil. A novidade será o cartão de pagamentos do estado de Santa Catarina – CPES, onde será distribuída cartilha explicativa. Um marco interessante contra a burocracia quando permite que pequenos problemas sejam resolvidos evitando maiores entraves quando não se tem mais alternativa a não ser reforma geral ou construção de novo prédio.

Para os demais dias, sob a responsabilidade da Auditoria Interna, os procedimentos de controle administrativo, ressaltando os processos licitatórios. Um dos calcanhares de Aquiles das administrações pelos erros cometidos.

É a Administração Pública instrumentalizando seus colaboradores na condução de uma melhor gestão no que diz respeito aos gastos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *